​© 2019  Olhar Imaginário. 

  • Facebook Clean

BRASIL 2022

Documentário longa-metragem em produção

Um filme que pretende refletir sobre duas das características mais perturbadoras da nossa sociedade: o racismo estrutural e a desigualdade social. Vivemos num país onde a discriminação racial e o preconceito de classe afastam a população pobre das oportunidades e possibilidades de
uma vida digna – situação que é ainda mais agravada entre as mulheres negras.


Em 2022 estaremos comemorando 200 anos da independência de Portugal. No momento em que deixava de ser colônia, o Brasil era escravocrata, patriarcal e profundamente desigual. Passados quase dois séculos, o racismo, o machismo e as desigualdades continuam ainda muito evidentes.


Até que ponto seguimos reproduzindo as mesmas práticas? A emergência de negros influentes em todas as áreas do conhecimento está fazendo o país acordar para as suas contradições raciais?
 

A discussão é urgente, e será feita através da fala de intelectuais negras, filósofos, historiadores e artistas pretos. Acadêmicos brancos serão convidados a refletir o olhar da branquitude: por que só recentemente a questão racial adquiriu visibilidade para além do movimento negro? A pauta racial passará a ocupar maior centralidade sobre a formação social do Brasil? O lugar da fala, do próprio diretor, branco e privilegiado, está devidamente inserido na ponderação do filme?


O documentário se movimenta a partir de três linhas narrativas. A discussão histórica e psicossocial que será apresentada através de depoimentos de cientistas sociais, jornalistas, filósofos e psicólogos - é a perspectiva da RAZÃO, da reflexão. Uma segunda camada é composta por depoimentos intimistas de pessoas comuns e personalidades relatando casos de racismo e preconceitos – é a perspectiva da EMOÇÃO, da empatia. Entrelaçando esses dois conteúdos argumentativos, cenas musicais de MPB, rap, hip hop, SLAM e poesia irão produzir os respiros nos discursos densos e racionais – é a perspectiva da ARTE, da poética.


A produtora Olhar Imaginário tem apostado na diversidade na composição das equipes para a realização dos seus trabalhos. Entende que a promoção de práticas inclusivas além de subverter a lógica injusta da sociedade brasileira, promove a pluralidade de olhares que enriquecem ainda mais a produção audiovisual e a cultura nacional.

FICHA TÉCNICA

Direção: Toni Venturi

Co-direção e Pesquisa: Val Gomes

Produção Executiva: Tiago Berti

Argumento: Toni Venturi, Marcus Aurelius Pimenta

Depoentes: 

Artistas Convidados:
Produção: Olhar Imaginário 

Distribuição: 02 Filmes